Mulher: Força que Inspira! Veja a homenagem da Bonsenhor para as mulheres.

No dia 08 de março comemoramos o Dia Internacional da Mulher e este ano resolvemos preparar uma homenagem diferente para surpreender as mulheres aqui na Bonsenhor Contabilidade.

Realizamos uma entrevista com 4 profissionais da empresa, para discutir acerca de temas que envolvem o universo feminino e desta forma prestar nossas homenagens a todas as mulheres. Abordamos temas como: desigualdade no mercado de trabalho, liderança feminina, maternidade x profissão, inspirações, dentre outros.

As entrevistadas foram: Bianca Albuquerque, Consultora Societária, Juliane Marques, Gestora Comercial, Níniver Alvez, Consultora Trabalhista e Rita de Cássia, Assistente de Legalização.

Abaixo você confere alguns trechos da entrevista:

Na sua visão como é ser mulher no mercado de trabalho atualmente?

Níniver:  Você tem que ter ousadia naquilo que você faz. Por ser um mercado muito competitivo, em que se tem muito essa visão masculina, o predomínio da sabedoria masculina em relação a negociações e tudo mais, a mulher acaba tendo que ser ousada para demonstrar para que ela veio.

Você lidera outros profissionais? Como se sente nessa posição?

Juliane: Me sinto numa situação de grande responsabilidade e eu não consigo desconectar essa questão da liderança e do serviço. Você tem que ser o primeiro, você tem que ser aquele a dar o exemplo, você tem que ser aquele que faz a sua palavra ser concreta no dia-a-dia. Então ,eu me sinto assim, nessa questão de se dar, de estar a serviço, independente do cargo.

Defina o quão balanceado é o seu ambiente de trabalho em relação a homens e mulheres?

Rita: Trabalhar aqui na Bonsenhor é muito bom, o respeito está acima de tudo. Temos também a nossa comissão
de ética, mas acho que graças a Deus nunca foi acionada no sentido de existir algum conflito entre homem e mulher, porque sempre tem o respeito acima de tudo.

Bianca: Nós somos em mais mulheres, mas eu vejo assim um respeito muito grande dos homens com as mulheres aqui dentro. Isso eu falo por mim mesma, eu vejo que é um ambiente de muito respeito. Com certeza também as mulheres impõem isso e quando você vê que tem todo um limite de relacionamento eu vejo que é bastante interessante.

Que conselhos daria para mulheres contadoras e administradoras que estão começando agora na área?

Juliane: Eu acho que acima de tudo não se economizar enquanto pessoa, mas deixar fluir todo o potencial que ela tem, tudo o que ela capaz de fazer. Não deixar se bloquear por causa de salário ou porque não tem as condições ideias. Faz o seu melhor, se dá sem se restringir, não se economize, sempre dê mais, dê tudo de você, porque vai vir uma recompensa, você fazendo isso, você vai colher lá na frente.

Como é conciliar a mãe e a profissional?

Rita: Então, o meu conselho seria em primeiro lugar: responsabilidade. Porque nós como mães, temos que ter a responsabilidade primeiro em nossa casa, para depois no serviço. Você precisa se organizar ao máximo. Antes de ingressar no mercado de trabalho, você já tem que ver uma escola,  uma futura babá, porque se não, você vai lá, consegue um emprego, só que começa a faltar por causa do filho e o filho não é um empecilho. Você sempre tem que se ajeitar para conseguir conciliar as duas coisas.

Tem alguma mulher que te inspirou durante sua trajetória?

Níniver: Graças ao meu bom Deus, eu tenho muitas mulheres que me inspiraram. Minha mãe é minha primeira referência como mulher, pela garra, pela força dela, por essa busca de conhecimento e por sempre querer o melhor para as filhas. Eu vejo muito nas minhas cunhadas também. Mulheres guerreiras, batalhadoras, focadas nos princípios de ética, nos princípios espirituais. Eu vejo também minhas tias. Então eu vejo que hoje, você ser mulher é você ter a oportunidade de expressar todo o carinho, toda essa questão maternal, com mais alegria, com mais frescor. Eu acho que ser mulher é um dom de Deus.

Apesar das muitas conquistas, a condição feminina ainda exige uma batalha constante contra o preconceito e a desigualdade. O que você pensa sobre isso?

Juliane: Que você pode ter o direito de pensar o que você quiser e de falar o que você pensou, sem se sentir culpada, sem se sentir diminuída. “Porque isso não é lugar para mulher”, “Isso não é coisa de mulher”, não tem nada disso. Você antes de qualquer coisa é uma pessoa e como pessoa você merece o respeito, você tem o seu lugar, tem
a sua competência.

Por que o Dia Internacional da Mulher é importante? Deixe uma mensagem para as mulheres sobre a data.

Bianca: Quero desejar para essas mulheres tão guerreiras, mulheres que fazem papel de mulher, que fazem papel de homem, de pai. Que continuem, que perseverem e que todas as lutas sejam compensadas. A gente tem esse dia não é por um motivo banal, se existe esse dia é porque realmente algo glorioso aconteceu lá atrás. Continuem assim na perseverança, na fé, que tudo vai dar certo.

VideoMulheres

Além da entrevista, a empresa Opa Filmes, desenvolveu um vídeo com captação de cenas com todas as mulheres da Bonsenhor. No dia 08 de março, o vídeo foi apresentado à todas no Auditório Antônio Lopes de Sá e posteriormente todos aproveitaram um delicioso café preparado com muito carinho.

Para conferir a homenagem na íntegra acesse o vídeo clicando aqui.

Para a Bonsenhor exaltar a força que todas as mulheres têm é extremamente importante. Temos muito orgulho de todas as nossas profissionais e sabemos do potencial de cada uma. Ser mulher é um dom de Deus e todas merecem ser reconhecidas sempre!