Observatório Social de Paranaguá é destaque em matéria da Revista Exame

Prefeitura de Paranaguá já economizou 65 milhões de reais com o apoio do Observatório Social de Paranaguá

Em matéria publicada no dia 07/11 pela Revista Exame, o diretor da Bonsenhor Contabilidade e presidente do Observatório Social de Paranaguá, Everaldo Bonsenhor, e colaboradores da Bonsenhor juntamente com outros membros do Observatório Social são destaque na edição que relata como os Observatório vêem atuando na busca pela diminuição dos abusos realizados com o dinheiro público da população parnanguara e quais foram os gastos já evitados com as ações realizadas pelo Observatório. Os membros do OS representam os moradores da cidade na busca por melhorias na gestão econômica de Paranaguá e no combate à corrupção.

Conforme destacado na matéria, com o trabalho do Observatório, Paranaguá já deixou de gastar 65 milhões de reais em 166 licitações. A matéria relata também que uma das primeiras ações realizadas pela equipe do OS foi em relação a uma licitação exagerada para a compra de 3,1 milhões de rolos de papel higiênico, o que acarretaria em um gasto de 10 milhões de reais, o equivalente à 2% do orçamento anual da cidade. Na época o grupo entrou em contato com a prefeitura, expôs a situação e solicitou a anulação da compra, porém com o pedido negado, foi necessário o apoio do Ministério Público do Paraná, que exigiu o cancelamento do certame. Depois de 4 meses, a prefeitura reduziu a compra para uma quantia menor, foram comprados 365 mil rolos .

Os Observatórios Sociais são um espaço para o exercício da cidadania, que deve ser democrático e apartidário e reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública. Cada Observatório Social é integrado por cidadãos brasileiros que transformaram o seu direito de indignar-se em atitude: em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos. São empresários, profissionais, professores, estudantes, funcionários públicos e outros cidadãos que, voluntariamente, entregam-se à causa da justiça social.

Atuando como pessoa jurídica, em forma de associação, o Observatório Social prima pelo trabalho técnico, fazendo uso de uma metodologia de monitoramento das compras públicas em nível municipal, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos. Além disso, o Observatório Social atua em outras frentes, como:  a educação fiscal, a inserção da micro e pequena empresa nos processos licitatórios e na construção de Indicadores da Gestão Pública, com base na execução orçamentária e nos indicadores sociais do município.

Para acompanhar a matéria da Revista Exame na íntegra acesse:

http://exame.abril.com.br/revista-exame/efeito-lava-jato/

Para saber mais sobre os Observatórios Socias:

http://paranagua.osbrasil.org.br/

http://osbrasil.org.br/